Fotos chocantes de Amy Winehouse que mostram que o amor pode ser letal

Algumas pessoas acham que amar significa fazer tudo o que o parceiro quer, suprir desejos do outro apenas para satisfazer. Mas o amor vai além disso. Quem ama de verdade quer ver o outro bem, respeita, transmite confiança, e acima de tudo, aceita a pessoa como ela é, desde que isso não prejudique a relação. Mas nos últimos dias, as pessoas estão criando uma ideia nova sobre o amor, eles embaralham todos os sentimentos e criaram algo conhecido como “amor de vidro”, um amor que pode ser facilmente desfeito, ou que na maioria das vezes pode ser destrutivo. Um exemplo disso é a Amy Winehouse.

Sua voz enigmático transformou ela em uma das mais emblemáticas e famosas cantoras da história, embora ela nunca quisesse isso. Ela sempre esteve a procura de um amor verdadeiro, mas não tinha auto-estima suficiente e vivia muito triste. Por isso, ela ficou cega pela ideia de ter um homem para fazê-la se sentir amada e protegida. Ela tentou de todas as formas transformar uma relação desastrosa em algo que ela sempre sonhava. Por isso, ela terminou sua vida de uma forma deplorável. E mesmo depois de tanto tempo, nós ainda sentimos o vazio que ela deixou em nossos corações.

A série de fotos a seguir mostra que o amor pode ser legal as vezes.

Uma paixão acabou com a sua vida.

Em 2004 Amy conheceu um assistente de produção chamado Blake Fiedler, por quem se apaixonou fervorosamente. Iludida com a ideia de ter um homem para amá-la e protegê-la, ela entrou de cabeça na relação. Até hoje as pessoas o culpam pelo envolvimento de Amy com as drogas e bebidas alcoólicas.

Lançamento de Back to Black.

Apos o término do relacionamento que durou cerca de um ano, Amy se afundou na tristeza e ficou devastada. Foi aí que seu primeiro vicio nasceu: ela se tornou viciada em comprimidos e entrou em uma grande depressão, foi nessa mesma época que seus distúrbios alimentares começaram. Mas sua tristeza serviu de inspiração para o clipe “Back to Black”, que se tornou sucesso no mundo todo.

O recomeço.

Depois de se tornar uma cantora de renome mundial, seu ex, que até então havia desaparecido ressurge e eles reatam o relacionamento e se casam. Foi daí que as piores desgraças começaram.

Amor tempestuoso.

Nenhum dos dois estava mentalmente preparado para lidar com o relacionamento. Os dois eram mórbidos, dependentes, desequilibrados e muito destrutivos. O resultado disso foi um relacionamento desastroso, no qual os dois viviam como inimigos, era comum ver os dois brigando e com o rosto cheio de ematomas.

As drogas a fizeram cancelar shows.

A auto-destruição dos dois era totalmente evidente por todos, seu intenso vício em drogas a fez perder muitos shows. Ela contou que outra causa dos cancelamentos dos shows eram as visitas a Blake na prisão. Em uma entrevista ela chegou a admitir: “Eu caí no amor com alguém que não fez nada certo.”

Amy se sentia atraído a Blake.

Qualquer pessoa em sã consciência prefere se afastar de pessoas que nos magoam. Já Amy não. Ela tentou de várias maneiras se afastar dele, mas sempre voltava. Ela dizia que havia algo inexplicável dentro dela que não a permitia viver sem ele. E o resultado foi sempre o mesmo: destruição.

Uma história de amor sem final feliz

Seu amor não era como ela tinha imaginado. Ela estava animada e apaixonada e nunca pensou que seu relacionamento levaria a um abismo profundo. Ela tentou muitas vezes se reabilitar, mas seu vício e depressão causada por um amor destrutivo levou-a à morte, isso nos mostra que o amor não é como um conto de fadas: o amor também é letal e um jogo perigoso.

Este artigo foi traduzido e adaptado pelo Universo POP do artigo publicado originalmente em OkChicas.

Assim seriam as princesas da Disney se não usassem maquiagem

Essas transformações provam que qualquer pessoa pode ser tornar irreconhecíveis em apenas 6 anos